AtendimentoSeg a Sex | 8h - 12h e 13h30 - 18h

Quem Somos

O COL – Círculo Operário Leopoldense é uma Organização da Sociedade Civil, de natureza associativista e filantrópica. Desenvolve atividades atendendo crianças, adolescentes, famílias e comunidades em situação de vulnerabilidade e risco social com ações que visam a melhoria da qualidade de vida, desenvolvimento de cidadania e garantia de direitos.

Iniciou suas atividades no município de São Leopoldo há 85 anos, muito antes de pensarmos em uma legislação específica dos direitos de crianças e adolescentes. Entretanto, sempre esteve preocupado com os direitos humanos, atuando na formação dos sujeitos e na busca da igualdade cidadã. O COL foi o terceiro Círculo Operário fundado no Estado. Foi instituído a partir de iniciativas que envolveram membros da Ordem Jesuíta atuantes em São Leopoldo, destacando a figura do Pe Roque Lauschener, seu propósito era então, dar assistência ao operariado em período de expansão da atividade fabril na região. O COL foi, assim, a instituição mediadora entre os trabalhadores e outras instâncias da sociedade em um momento importante da organização dos operários.

Atualmente, executa o Programa Casa da Criança e do Adolescente/CCA, que foi fundada em 1988, atuando em duas regiões da cidade de São Leopoldo, Oeste e Leste e o Centro de Defesa de Direitos Humanos (CDDH), em parceria com o Programa de Apoio a Meninos e Meninas/Proame, que foi implantado em 2018, tendo como foco inicial a defesa dos direitos da criança e do adolescente.

O Círculo Operário Leopoldense atua junto ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Fórum dos Direitos da Criança e do Adolescente, municipal e estadual, Comitê de Enfrentamento às Violências Contra Crianças e Adolescente, municipal e estadual, Movimento Estadual de Direitos Humanos, entre outros espaços.

Atende diariamente 180 crianças e adolescentes, indiretamente o público ultrapassa 300 atendimentos. Compreende dois núcleos de atendimento na faixa etária de 06-17 anos no Programa Casa da Criança e do Adolescentes/CCA. E o Centro de Defesa em Direitos Humanos/CDDH que passa a atuar em parceria como o Programa de Apoio a Meninos e Meninas/Proame, com capacidade de atendimento direto a 20 casos e de forma indireta aproximadamente 1 mil situações.

Na sua estrutura organizacional o COL conta com um quadro de associados/as que delibera em Assembleia a política institucional, que também elege o Conselho Diretor e Fiscal, órgãos responsáveis pela Gestão da Organização. O COL tem, em média, 20 trabalhadores/as comprometidos/as com a causa dos direitos humanos de crianças e adolescentes e com a transformação social, operacionalizando as ações definidas coletivamente no planejamento político pedagógico.

Visão

Ser referência na formação, mobilização e assessoramento, visando a efetivação de direitos e a promoção da dignidade humana.

Missão

Promover a dignidade humana e o exercício integral e universal dos direitos para a efetivação da cidadania plena.

Valores

  • Ética
  • Justiça social
  • Transparência
  • Profissionalismo
  • Comprometimento
  • Respeito e solidariedade
  • Trabalho em rede/coletividade
  • Diversidade e cooperação.

Diretrizes

Trabalho em rede; Mobilização social e política; Incidência política; Educação popular; Produção e difusão de conhecimento; Valorização dos trabalhadores e trabalhadoras; Educação ambiental; Participação como direito; Gestão democrática e compartilhada; Direito a convivência familiar e comunitária; Proteção jurídico-social.

Objetivo Geral

Fortalecer o papel da Organização para a efetivação de direitos humanos, mediante qualificação política, metodológica e administrativa.